Mitos e verdades

1. Feridas cicatrizam melhor ao ar livre porque precisam respirar e devem ser mantidas sempre secas.

MITO! Nos anos 60, um cientista chamado Winter, comprovou que feridas cicatrizam 2x mais rápido quando são mantidas em meio ambiente úmido. Sendo assim, para se manterem úmidas feridas devem ser mantidas protegidas com um curativo que tenha a capacidade de fazer a manutenção e o equilíbrio do ambiente úmido. Deixar a ferida seca, ou mantê-la exposta pode manter o ambiente da ferida muito ressecado, atrasando o processo de cicatrização.

Nos anos 60, um cientista chamado Winter, comprovou que feridas cicatrizam 2x mais rápido quando são mantidas em meio ambiente úmido. Sendo assim, para se manterem úmidas feridas devem ser mantidas protegidas com um curativo que tenha a capacidade de fazer a manutenção e o equilíbrio do ambiente úmido. Deixar a ferida seca, ou mantê-la exposta pode manter o ambiente da ferida muito ressecado, atrasando o processo de cicatrização.

2. O fumante tem mais dificuldade para cicatrizar uma ferida.

 

 

VERDADEAlguns estudos científicos já comprovaram que a nicotina compromete o processo de cicatrização. O fumo altera as taxas de hemoglobina funcional e leva à disfunção pulmonar, o que reduz a oferta de oxigênio para as células e dificulta a cura da ferida.

3. Feridas profundas são mais dolorosas do que feridas mais superficiais.

MITO! Feridas profundas são menos dolorosas do que feridas superficiais. Isso se deve ao fato de as fibras nervosas estarem localizadas logo abaixo da epiderme, ou seja, nas feridas superficiais as fibras nervosas estão presentes e são capazes de levar o estímulo da dor ao sistema nervoso, com isso o indivíduo sente dor. Já nas feridas profundas, as fibras nervosas foram comprometidas junto com as camadas mais superficiais da pele e por estarem ausentes não são capazes de levar o estímulo da dor ao sistema nervoso, por isso costumam doer menos do que feridas superficiais. Exemplo: queimaduras de primeiro grau e abrasões.

Nos anos 60, um cientista chamado Winter, comprovou que feridas cicatrizam 2x mais rápido quando são mantidas em meio ambiente úmido. Sendo assim, para se manterem úmidas feridas devem ser mantidas protegidas com um curativo que tenha a capacidade de fazer a manutenção e o equilíbrio do ambiente úmido. Deixar a ferida seca, ou mantê-la exposta pode manter o ambiente da ferida muito ressecado, atrasando o processo de cicatrização.

4. Sabemos que a ferida está cicatrizando bem quando aparece aquela “crosta” ou “casquinha” em cima dela.

 

 

MITOA crosta geralmente aparece quando a ferida é mantida em um meio seco, e isso é muito ruim para o processo de cicatrização da pele. Essa crosta é composta pelo acúmulo de tecido não-viável e de bactérias e, além de atrasar o processo de cicatrização, ainda pode ocasionar uma infecção. A ferida deve ser sempre mantida fechada, com um curativo adequado que mantenha a umidade ideal necessária ao processo de cicatrização, dessa forma evitará a formação da crosta e o processo de cicatrização será efetivo.

Nos anos 60, um cientista chamado Winter, comprovou que feridas cicatrizam 2x mais rápido quando são mantidas em meio ambiente úmido. Sendo assim, para se manterem úmidas feridas devem ser mantidas protegidas com um curativo que tenha a capacidade de fazer a manutenção e o equilíbrio do ambiente úmido. Deixar a ferida seca, ou mantê-la exposta pode manter o ambiente da ferida muito ressecado, atrasando o processo de cicatrização.

5. As feridas devem ser limpas e “desinfectadas” com soluções que causam dor e ardência quando aplicadas, só assim temos certeza que está matando as bactérias.

 

Mito! As feridas devem ser limpas com soro fisiológico ou água potável. Essas soluções que causam ardência e dor na ferida destroem as células, são tóxicas para as células, não garantem a limpeza efetiva, impedem a cicatrização e ainda podem causar muito desconforto. 

6. Não devemos espremer feridas ou abcessos nem estourar bolhas que podem aparecer nas feridas. 

 

VERDADEEm hipótese nenhuma devemos espremer feridas ou estourar bolhas, mesmo que sejam pequenas. Além de ser um processo muito doloroso, ao fazer isso podemos prejudicar o processo inflamatório, retardar a cicatrização e ainda contaminar a lesão, levando novas bactérias e microorganismos para a ferida. O correto nesse caso é proteger a lesão e buscar um profissional especialista no assunto.

Nos anos 60, um cientista chamado Winter, comprovou que feridas cicatrizam 2x mais rápido quando são mantidas em meio ambiente úmido. Sendo assim, para se manterem úmidas feridas devem ser mantidas protegidas com um curativo que tenha a capacidade de fazer a manutenção e o equilíbrio do ambiente úmido. Deixar a ferida seca, ou mantê-la exposta pode manter o ambiente da ferida muito ressecado, atrasando o processo de cicatrização.

Perguntas frequentes

O que jamais devo aplicar em uma queimadura?

NUNCA aplique creme dental, borra de café, esterco, manteiga ou qualquer outro produto que não seja recomendado por um profissional de saúde na área da queimadura. Isso aumenta muito o risco de complicações e de infecção no local.

O que fazer quando a queimadura deixar cicatriz? 

É comum que cicatrizes de queimadura cocem, por isso, alguns cuidados são indicados:- Aplique cremes hidratantes sobre as cicatrizes, isso ajudará a reduzir a coceira;- Não exponha a cicatriz ao sol e, sempre que o fizer, aplique protetor solar na região para proteger a pele e evitar manchas.

Receba nossos conteúdos



Visualizar Versão para Desktop