Introdução

Com a orientação e os produtos corretos, você poderá fazer as coisas que sempre fez. Nesta seção, você encontrará informações que permitirão que você consiga fazer isso. Além de informações sobre produtos, você encontrará dicas práticas sobre intimidade, sobre como manter sua pele saudável e sobre outros aspectos da vida com um estoma. Você também encontrará links úteis para várias organizações de pacientes.

Informações sobre estilo de vida

Qual a aparência do estoma e como me sentirei nos primeiros dias após a cirurgia? Qual a aparência do estoma e como me sentirei nos primeiros dias após a cirurgia? Os primeiros dias após a cirurgia de estoma podem ser difíceis. Você terá uma bolsa ligada ao seu abdômen e várias coisas novas para aprender. Agora é a hora de você começar a conhecer seu estoma. Os primeiros dias após a cirurgia de estoma
Fechar

Qual é a aparência do estoma após a cirurgia?

Quando você acordar da operação, estará usando sua primeira bolsa. Provavelmente, ela será uma bolsa transparente para que os enfermeiros possam verificar sua nova ostomia facilmente. Também é possível haver linhas de infusão e drenos presos a seu corpo. Isso é perfeitamente normal e eles serão removidos com pouco desconforto no momento adequado.

Seu estoma
Seu estoma estará úmido, sua cor será rosa avermelhado e deverá sair de seu abdômen como uma protrusão (embora seja muito comum que os estomas fiquem no nível da pele ou abaixo). Ele pode estar bastante inflamado a princípio, mas diminuirá de tamanho com o tempo – geralmente entre seis a oito semanas após a cirurgia. A cor avermelhada do estoma se deve ao fato dele ser uma membrana mucosa, assim como a membrana mucosa dentro de sua boca. Não dá para sentir o estoma, portanto, tocá-lo não é doloroso.  O estoma pode sangrar um pouco ao ser limpo, especialmente no início, mas isso é muito comum e deve parar de acontecer em pouco tempo.

Seu estoma começará a funcionar logo após a cirurgia, normalmente após poucos dias. O que sairá inicialmente será um material aquoso que pode ter um forte odor, pois seu intestino estará sem funcionar por um certo tempo. Mas não se preocupe, o material ficará um pouco mais consistente e o odor diminuirá conforme você voltar a ter uma dieta mais balanceada. Seu médico avisará quando você poderá comer e beber normalmente.

Inicialmente, também é provável que uma certa quantidade de gás saia do estoma produzindo ruídos – mais uma vez, isso é perfeitamente normal. Não é raro sentir vontade de ir ao banheiro como você sentia antes. Isso é normal e deve diminuir com o tempo. Como seu ânus ainda está presente, pode haver corrimento de muco dessa região.

Urostomia
Se você tiver uma urostomia, o estoma começará a funcionar imediatamente após sua operação. Os tubos colocados na urostomia serão mantidos por sete a dez dias. A princípio, pode ser que sua urina fique avermelhada mas ela voltará a sua cor normal.

Fechar
Ficando mais confiante com sua estomia Ficando mais confiante com sua estomia Seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, estomia e incontinência cuidará de sua estomia enquanto você estiver no hospital. Há várias informações para serem lembradas, não fique com vergonha de fazer perguntas e procure esclarecimento caso precisar. Cuidando de seu estoma
Fechar

Ficando mais confiante com seu estoma

Após sua operação, o enfermeiro responsável pelos cuidados de seu estoma estará concentrado em ajudá-lo a ficar mais confiante para cuidar de seu estoma. A presença de um parente próximo ou cônjuge o ajudará nesse treinamento.

Seu enfermeiro o ajudará a:

  • Aprender a cuidar de seu estoma, incluindo o que deve ser observado com atenção
  • Realizar novos pedidos de bolsas e acessórios para seu estoma
  • Seus direitos com relação a reembolso e outros tipos de ajuda financeira com relação a seu estoma.
  • Outros aspectos práticos de viver com um estoma, p. ex., alimentos, bebidas, vida social, viagens e relacionamentos íntimos
  • Com quem entrar em contato quando você tiver perguntas

Faça perguntas
Você receberá muitas informações novas de uma vez. Isso pode ser um pouco desafiador. Use o tempo que precisar e faça todas a perguntas necessárias, quantas vezes forem necessárias. Quanto mais você perguntar e tentar, mais bem preparado estará quando voltar para casa.


Antes de você deixar o hospital, seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, estomia e incontinência agendará uma consulta de acompanhamento para garantir que você está confiante para cuidar de sua estomia.

Superando desafios
Assim que você voltar para casa, você poderá enfrentar alguns desafios para cuidar de seu estoma. Mas, lembre-se de que seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, estomia e incontinência, além de nosso Assessor de Cuidados da Coloplast, estarão mais do que felizes em ajudá-lo.

A Coloplast também tem um programa de suporte chamado Coloplast Ativa que você pode achar útil. O programa Coloplast Ativa foi criado para facilitar a vida com estomia. Você pode entrar em contato com um Assessor de Cuidados hoje mesmo telefonando para a equipe em 0800 2 85 86 87.

Fechar
Cuidando bem de seu estoma Cuidando bem de seu estoma Manter a pele ao redor de seu estoma em boas condições é a coisa mais importante que você pode fazer para deixar a vida com uma bolsa de estomia mais segura, confortável e sem preocupações. Um estoma saudável
Fechar

Cuidando bem de seu estoma

É importante manter sua pele saudável.  O contato entre o material expelido pelo estoma e a pele causa irritação, o que afeta a eficiência do adesivo do equipamento em grudar no seu corpo. Isso cria um círculo vicioso de mais vazamentos e pele mais irritada - o que é importante evitar.

 

Mantenha sua pele saudável
Os seis passos abaixo o ajudarão a manter sua pele saudável: 

  1. Verifique se sua pele está limpa e completamente seca antes de aplicar o adesivo
  2. Ajuste o orifício no adesivo para que ele se ajuste perfeitamente ao redor de seu estoma
  3. Verifique se há contato total entre o adesivo e sua pele - pressione levemente com suas mãos
  4. Troque seu equipamento o quanto antes quando você sentir desconforto ou coceira
  5. Verifique o tamanho do estoma regularmente, especialmente se você tiver uma hérnia
  6. Certifique-se de usar o equipamento e acessórios para estoma mais adequados ao perfil corporal 

Use o tipo correto de equipamento
Existem vários tipos diferentes de bolsas de estomia, sendo assim você deve escolher a que melhor se enquadra em seu perfil corporal.

Você pode escolher entre diferentes tamanhos de bolsas, sistemas de aplicação, cores, tipos de adesivo e muitas outras características para adequação ao seu estilo de vida. Veja o identificador de produtos para mais detalhes.

Use os acessórios corretos
A Coloplast também oferece uma grande variedade de acessórios disponíveis para deixar o uso de bolsas para estomia ainda mais confortável. Isso pode ajudar a melhorar o selamento, prevenir problemas de pele e reduzir o odor.

Você pode ver instruções mais detalhadas sobre como trocar e esvaziar sua bolsa para estomia em nossos vídeos instrutivos.

Fechar
Os corpos são diferentes uns dos outros, assim como os dispositivos para estoma Os corpos são diferentes uns dos outros, assim como os dispositivos para estoma É essencial ter sempre um dispositivo para estoma que se ajuste ao seu corpo perfeitamente. Como todos os corpos são diferentes e mudam com o tempo, encontrar o produto correto pode ser complicado. A Coloplast pode ajudar de várias formas. Encontre o produto correto
Fechar

Os corpos são diferentes uns dos outros, assim como os dispositivos para estoma

Após uma operação de estoma, seu perfil corporal pode mudar algumas vezes. Tais mudanças incluem:

  • Ganho ou perda de peso conforme você se recupera da doença que levou à operação
  • Formação de dobras ou descamação da pele ao redor do estoma
  • Desenvolvimento de hérnia relacionada ao seu estoma

Se o seu perfil corporal mudar, é importante que você se certifique de que sua bolsa de estoma ainda se ajusta bem a seu corpo.

Encontre o produto correto
Uma selagem firme entre o dispositivo e sua pele é essencial para garantir um bom cuidado do estoma. Se, por exemplo, a área ao redor do estoma mudar e passar de regular a mais interna, pode ser a hora de trocar para um dispositivo convexo. Você também pode precisar usar acessórios adicionais.

É sempre uma boa ideia consultar seu enfermeiro responsável pelos cuidados de seu estoma sobre como o dispositivo se ajusta ao corpo e quais os acessórios que funcionariam para você.

Fechar
Escolha o dispositivo para estoma correto Escolha o dispositivo para estoma correto Há muitas opções de escolha quando se trata de dispositivos para estoma e pode ser difícil encontrar o produto correto para você. Entender suas opções é um passo inicial importante. Tipos de dispositivos para estoma
Fechar

Que tipo de dispositivo para estoma é o correto para mim?

Existem dois tipos principais de sistemas de bolsas para estoma:
Sistemas de peça única que consistem em uma bolsa e uma barreira permanentemente ligadas uma à outra. Quando ela precisa ser trocada, todo o equipamento é removido, o que torna esse sistema adequado para trocas frequentes.

Sistemas de duas peças envolvem uma bolsa e uma barreira separadas. Nesses sistemas, a bolsa pode ser removida e trocada sem a necessidade de troca da barreira ao mesmo tempo. Há duas maneiras de conectar a barreira e a bolsa:
Um acople mecânico liga a bolsa à barreira com um sistema de bloqueio que produz um clique audível, confirmando que o equipamento está preso com segurança.

Um acople adesivo fixa a bolsa à barreira com um sistema adesivo seguro e flexível.

Tipos de bolsa
Existem três tipos principais a serem usados conforme o tipo de seu estoma:

  • Fechado
  • Drenável
  • Urostomia

Bolsas fechadas geralmente são utilizadas se você tem uma colostomia, pois as fezes geralmente são mais sólidas. Quando cheias, as bolsas fechadas são projetadas para serem removidas e substituídas, em vez de serem esvaziadas e reutilizadas.

Bolsas drenáveis geralmente são usadas se você tem uma ileostomia, pois as fezes geralmente são líquidas. Às vezes são usadas bolsas drenáveis ​​​se você tem uma colostomia. As bolsas drenáveis são fáceis de esvaziar e não têm de ser trocadas muitas vezes como as bolsas fechadas.

Bolsas de urostomia se você tem uma urostomia para gerenciar a saída de urina. A bolsa pode ser esvaziada ou trocada quando necessário. As bolsas de urostomia podem ser conectadas a uma bolsa coletora para evitar a troca de bolsa durante a noite.

Fechar
Voltando ao trabalho Voltando ao trabalho Após a cirurgia, é natural querer retomar seu dia a dia o mais rapidamente possível. Voltar ao trabalho pode ser parte disso e, com um pouco de planejamento, não há nenhuma razão pela qual isso seria impossível. Volta ao trabalho após cirurgia de estoma
Fechar

Voltando ao trabalho

Pensando positivo
Após a cirurgia, é totalmente possível voltar ao trabalho para a maioria das pessoas. Mas, quando e como você faz isso realmente depende de como você está se sentindo, do tipo de seu trabalho e da operação de estoma que você fez.

Converse com seu empregador e discuta suas opções o quanto antes. Pode ser possível retornar ao trabalho por meio período, o que pode ser particularmente útil em seus primeiros dias de retorno ao trabalho, pois você ainda pode estar se sentindo cansado e precisar de tempo para se acostumar com as novas rotinas.

Faça tentativas
Algumas semanas antes de voltar ao trabalho, faça alguns ensaios vestindo-se e planejando o seu dia como se você estivesse indo para o trabalho. Pense sobre a sua dieta e sobre quando e quantas vezes por dia você poderá precisar trocar ou esvaziar sua bolsa. Isso o ajudará a estabelecer rotinas e planejar o seu dia adequadamente. Ainda mais importante é que isso fará você se sentir preparado.

Dicas

  • Converse com seu empregador o quanto antes
  • Se possível, aumente a quantidade de horas trabalhadas gradualmente
  • Verifique os vestiários disponíveis no local de trabalho
  • Embrulhe uma pequena bolsa para troca que você possa levar discretamente para o banheiro
  • Faça alguns ensaios antes de começar a trabalhar, levando em conta sua dieta, vestimentas, etc.
  • Caso a sua empresa oferecer convênio médico, verifique se a sua condição afeta a política
Fechar
Quem deve saber o que sobre sua estomia Quem deve saber o que sobre sua estomia Logo após sua operação, uma das principais questões pode ser: como e para quem falar algo sobre meu estoma? Você decide a quem e o que dizer sobre seu estoma, mas compartilhar suas experiências pode ser uma grande ajuda enquanto você se ajusta a sua nova situação. A quem dizer?
Fechar

A quem e o que dizer sobre sua estomia

Independentemente do que você decidir fazer, a coisa mais importante é você se sentir confortável com sua decisão. Você pode querer explicar que você fez uma cirurgia por causa de uma doença grave e agora precisa usar uma bolsa para estomia. Isso muitas vezes gera algumas outras dúvidas a serem esclarecidas e as pessoas verão que você tem uma atitude clara com relação à sua condição.

Parentes e amigos
Ser franco e abrir-se com as pessoas próximas a você pode ajudá-lo a voltar a ter a vida que você tinha antes da cirurgia de estoma. Inicialmente, é importante para as pessoas mais próximas a você compreenderem que, embora você esteja de volta em casa, a recuperação de uma cirurgia de grande porte levará tempo.

Crianças
Se você tem filhos pequenos ou netos, pode ser que você os considere jovens demais para entender. No entanto, as crianças tendem a lidar bem com o assunto se receberem informações de uma forma simples. As crianças frequentemente descobrem os segredos e esconder a verdade delas pode fazê-las pensar que a situação é mais grave do que realmente é.

No trabalho
Muitas pessoas ficam preocupadas sobre como contar aos colegas de trabalho. E, da mesma forma que com seus parentes e amigos, você decide a quem e o que dizer. No entanto, normalmente é aconselhável garantir que pelo menos uma pessoa saiba que você tem uma ostomia. Assim, caso ocorram problemas ou emergências, você terá alguém com quem conversar. 

Fechar
Dia a dia com uma estomia Dia a dia com uma estomia Conforme você for se recuperando da cirurgia, você se adaptará à vida com uma estomia. Aqui estão algumas dicas e truques - de esportes e alimentação à socialização e intimidade - para ajudá-lo a começar a aproveitar a vida novamente de fato. Adaptando-se à vida com um estoma
Fechar

Dia a dia com um estoma

Esportes
A prática de exercícios é boa para todos. O que você pode fazer agora depende muito do que você fazia antes. Natação e caminhadas são ambas atividades de baixo impacto para manter a forma e seus níveis de energia elevados. Lembre-se de que a prática de esportes também deve ser um processo gradual. Converse com seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, estomia e incontinência sobre como reduzir o risco de desenvolver uma hérnia.

Dicas de roupas de banho:

  • Experimente antes de comprar. Há roupas de banho especiais, mas não devem ser necessárias

Para mulheres

  • Um maiô tipo peça única com detalhes ou estampas pode ajudar a disfarçar a bolsa
  • Roupas de banho com um forro ao redor da barriga podem oferecer um suporte extra.
  • Saídas de banho são ótimas para cobertura na praia.

Para homens

  • Usar uma sunga de lycra ou material elástico por baixo de seu short ajudará a manter sua bolsa de estoma no lugar.
    Dicas para tomar sol:
  • Aplique protetor solar somente depois que você colocar sua bolsa, pois os cremes e óleos podem impedir que a barreira grude em sua pele corretamente.

Dieta

Você não precisa seguir uma dieta especial, mas como qualquer outra pessoa, alguns alimentos podem causar gases ou simplesmente não combinar com você.

Se você acha que um determinado alimento está causando problemas, tente evitá-lo por um período e depois volte a consumi-lo em sua dieta. Se você fizer isso três vezes com qualquer alimento suspeito, você saberá se ele está realmente causando algum problema.

Mastigar bem sua comida antes de engolir ajuda a digestão. Além disso, comprimidos de carvão vegetal que podem ser comprados na farmácia podem ajudar a evitar gases, assim como chá de hortelã e erva-doce. Iogurte e bebidas com iogurte também podem ajudar algumas pessoas.

Os alimentos que podem causar gases incluem brócolis, couve-flor, repolho, espinafre, feijão (em vagem ou cozido), cebola, alho, couve-de-bruxelas, pepino, milho doce e ervilha.

Bebidas
Como antes de sua cirurgia, a quantidade de líquidos que você beber afetará a consistência de suas fezes. Isso é muito pessoal, mas muitas pessoas acham que refrigerantes e cervejas tendem a provocar gases. Água, refrescos e sucos de frutas são melhores do que chás e café, que podem causar desidratação. Quanto ao álcool, você ainda pode tomar uma dose de bebida alcoólica, desde que isso não interfira em nenhuma medicação.

Converse com o seu médico ou enfermeiro especialista em estoma se você tiver alguma preocupação. 


Constipação
Se você estiver sofrendo de constipação, adaptar sua dieta o ajudará. Todos têm um corpo diferente, então, você sabe o que é normal para você. Se você estiver eliminando gases, é sinal de que o estoma está funcionando. Aumentar a ingestão de líquidos melhorará a prisão de ventre, mas se você tiver algum tipo de desconforto ou preocupações, entre em contato com seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, ostomia e incontinência ou farmacêutico. Se você ficar sem evacuar nada por três ou quatro dias, eles podem recomendar um laxante.

Diarreia
Ocasionalmente, como qualquer pessoa, você pode sofrer um surto de diarreia ou apresentar fezes moles. Não fique muito preocupado com isso. Um episódio isolado de diarreia pode ser causado por algo que você comeu e, muitas vezes, a diarreia melhora sozinha. No entanto, se você apresentar fezes moles três vezes consecutivas ou mais, isso é um motivo para preocupação, pois há o risco de desidratação. Se isso ocorrer, você deve consultar seu enfermeiro especializado em cuidados de feridas, ostomia e incontinência.


Jantar fora
Assim que você tiver uma melhor ideia dos tipos de alimentos que lhe convém melhor, não há nenhum motivo para não voltar a comer fora novamente.

Comece com um restaurante familiar e faça um pedido simples – algo como uma pizza. Ao fazer o pedido, você não tem que ser cauteloso demais, apenas sensato. Peça o que quiser, mas esteja ciente de que alimentos e molhos pesados podem causar problemas.

Se você estiver preocupado com determinados tipos de alimentos, experimente-os em casa primeiro para descobrir como você reagirá, e, em seguida, adicione-os à sua dieta gradualmente.

Se você bebe em casa normalmente, comece com uma versão menor do que de costume, por exemplo, uma cerveja pequena, em vez de uma grande. Isso ajudará seu corpo a ficar tolerante ao álcool novamente.

Socializar
Seja tomando uma bebida no seu bar local, fazendo uma refeição com seu parceiro ou parceira ou saindo com os amigos, nada deve impedi-lo de desfrutar todos os eventos sociais que você aproveitava antes de sua operação.

Pode ser útil definir objetivos simples para começar. Poderia ser algo simples, como usar um banheiro público pela primeira vez, visitar um restaurante ou um parente ou planejar um dia fora. Em pouco tempo, você vai estar pensando em programar uma viagem de férias ou até mesmo sair para dançar.

Ao conhecer novas pessoas, você não precisa lhes dizer nada sobre sua condição, a menos que se sinta confortável fazendo isso. Essa decisão é somente sua.

Relações íntimas
Fazer qualquer tipo de operação pode afetar a forma como você percebe e sente seu corpo. Tente aceitar que vai levar tempo para você se adaptar. Não é apenas seu estoma, mas sim todo o seu corpo.

A atividade sexual não traz riscos de danos a seu estoma e a maioria das pessoas são capazes de retomar uma vida sexual saudável. É natural sentir-se nervoso, então, só faça o que lhe deixa confortável, leve o tempo que for necessário e converse com seu parceiro ou parceira.

Há pequenas bolsas de estoma que podem ser usadas durante momentos íntimos. Consulte nosso portfolio de bolsas e acessórios para estomais.

Fechar
Viajando com uma estomia Viajando com uma estomia Seu estoma não deve impedir você de viajar. Dicas para viajar com uma estomia
Fechar

Férias e viagens com um estoma

Férias e viagens
Ter um estoma não deve impedir você de viajar. É possível, entretanto, que você precise de um certo tempo para se acostumar a ter uma ostomia e se sentir pronto para viajar. Comece com viagens curtas e veja como as coisas funcionam nelas.

Independentemente de você estar viajando de carro, barco, trem ou avião, é importante estar bem preparado. Embrulhe uma bolsa de viagem pequena para troca e tenha várias outras bolsas extra, bem como outros produtos que você possa precisar.

Viagens aéreas
Se você estiver voando, certifique-se de levar uma provisão suficiente com você para uso durante o voo e no período em que você estiver ausente, mais uma quantidade extra para uso em caso de surpresas. Divida sua provisão em malas ou mochilas diferentes para evitar problemas caso sua bagagem seja extraviada ou o seu voo se atrase. Não se esqueça de que não são permitidas tesouras em bagagens de mão, então, corte todas as suas barreiras no tamanho correto antes de voar.

Não fique preocupado com a expansão de sua bolsa devido à mudança na pressão da cabine. As bolsas de ostomia foram projetadas e testadas para resistirem a mudanças de pressão.

Viagens para o exterior
Antes de viajar para o exterior, verifique sua apólice de seguro de viagem para ver como sua condição e circunstâncias são cobertas durante sua viagem.

Em climas mais quentes, você pode transpirar mais e, portanto, precisará trocar sua bolsa com mais frequência. Sempre certifique-se de que sua pele está completamente seca antes de colocar uma nova bolsa para garantir um ajuste bom e seguro. Se necessário, use um secador de cabelo para secar a área - mas tome cuidado para não escolher uma temperatura muito quente.

Você também pode ter um risco maior de diarreia ou desidratação. Beba bastante água e estude a possibilidade de levar um medicamento para tratamento de diarreia, por precaução.

Quando você estiver de férias, lembre-se de que você ainda pode manter todas as atividades que você tinha antes, relaxar e se divertir.

Dicas de férias:

  • Deixe as bolsas de ostomia armazenadas em um lugar fresco
  • Use água engarrafada para trocar sua bolsa quando estiver em passeios externos.
  • Aplique protetor solar depois de ter colocado sua bolsa, pois os cremes podem afetar o adesivo
  • Sele e esvazie as bolsas usadas e as descarte no lixo normal
  • Caso fique um pouco receoso de deixar as bolsas de ostomia em seu quarto de hotel, use lixeiras públicas.
  • Antes de sair de férias, descubra onde você pode obter assistência médica profissional em seu local de destino, apenas por precaução.
Fechar
Termos sobre o dispositivo de estoma explicados Termos sobre o dispositivo de estoma explicados A vida após uma cirurgia de estoma é uma jornada com desafios pelo caminho. Seu corpo pode continuar a mudar e há várias coisas novas com as quais você precisa se familiarizar – começando com os principais termos referentes aos dispositivos de estoma. Leia os principais termos referentes aos dispositivos de estoma
Fechar

Termos sobre o dispositivo de estoma explicados

Para ajudá-lo a entender melhor seu dispositivo de estoma e discutir as suas necessidades com o enfermeiro responsável pelos cuidados de seu estoma, aqui está um glossário dos termos comumente usados.

Barreira: A parte de um dispositivo de estoma que o liga à sua pele enquanto você está usando o dispositivo. O adesivo deve assegurar um contato firme com a superfície da pele, de modo que o material expelido por seu estoma não toque a pele circundante.

 

Sistema de acoplamento: Liga a barreira à bolsa em um dispositivo de duas peças, permitindo que a bolsa seja trocada sem necessidade de trocar a barreira. Ele pode ser mecânico (em que você pressiona duas partes para juntá-las, como em uma vasilha Tupperware, ou prendendo-as juntas fisicamente) ou adesivo (em que a barreira e a bolsa são unidas com um adesivo).

Convexidade: Uma placa de base com formato especial com uma concha oval que exerce uma leve pressão sobre a pele periestomal. Ela é projetada para ajudar a acomodar um estoma difícil de ser cuidado, como um estoma retraído que esteja abaixo da superfície da pele.

Adesivo de uso prolongado: Um adesivo que pode ser usado por um período de tempo mais longo, ou caso houver uma produção “expressiva” de material a partir do seu estoma. Alguns tipos de ileostomia ou urostomia podem ter uma produção de material que ultrapassa os limites das barreiras convencionais muito rapidamente. Os adesivos de uso prolongado geralmente são usados ​​com dispositivos de duas peças.

Filtro: De tempos em tempos, seu estoma expele gases. O filtro incluso no dispositivo tem uma ação desodorizante que ajuda a garantir que não haja odor, uma das coisas com as quais as pessoas costumam se preocupar mais. Ele também controla a liberação do ar desodorizado, de modo que sua bolsa não infla (o que também é chamado de “efeito balão”).

Válvula sem retorno: Os dispositivos para urostomia tem uma válvula de retenção para impedir que a urina flua de volta ao estoma e ajudar a prevenir infecções urinárias.

Fechar

Cuidando de sua bolsa para ostomia


ícone

A fim de deixá-lo confiante com a preparação, aplicação, uso e descarte de dispositivos de ostomia, preparamos o guia interativo abaixo. O guia traz orientações sobre os aspectos práticos do cuidado de dispositivos para ostomia. Ele inclui dicas para otimizar o desempenho do seu equipamento. Depois de responder a três perguntas a respeito de seu estoma e do equipamento, um guia interativo pessoal será criado para ajudá-lo a cuidar de seu equipamento.

 

Experimente o Guia Interativo

Histórias de pessoas com um estoma

Histórias de pessoas com um estoma Histórias de pessoas com um estoma Há milhares de pessoas pelo mundo que vivem com um estoma. Leia algumas de suas histórias aqui. Leia histórias de pessoas com um estoma
Fechar

Histórias de usuários

Minha primeira saída

“Minha primeira saída foi para o café do hospital com visitantes e minha filha de 14 anos. Enquanto estava lá, eu fui ao banheiro, pois minha bolsa precisava ser esvaziada. Lembro de ter me sentido muito orgulhosa de mim mesma e de perceber que a vida continuaria após a cirurgia de estoma.”
Ann

“Eu estava muito fraca após a operação mas, mesmo no primeiro mês, eu costumava sair para uma caminhada diária para recuperar a minha mobilidade e sensação de bem-estar.”
Samaira

Minhas primeiras férias

“Eu visitei a Turquia quatro meses depois da cirurgia. Eu carreguei várias bolsas para estoma na minha bagagem de mão (caso minha mala fosse perdida). Eu usei um maiô tipo peça única com uma saída de banho. O maior problema foi fazer com que minha bolsa para estoma grudasse depois do banho – quando estava muito quente e úmido”.
Ann

11 meses depois da minha operação, fui para a Austrália para ver nossa família. O voo transcorreu sem problemas e a comissária de bordo cuidou muito bem de nós. Eu solicitei um cartão de viagem à Coloplast para levar conosco e explicar minha condição para não precisar esperar na fila”.
Rosemarie

Voltando ao trabalho

“Eu voltei ao trabalho após três meses. Eu me lembro de ter levado roupas de reserva para o escritório. O meu maior problema foi minha bolsa fazer barulhos constrangedores em reuniões”.
Ann

“Eu fiquei de licença nos primeiros três meses após a minha cirurgia para recuperar a minhas forças. Em seguida, retornei ao trabalho aos poucos e aumentei o tempo de trabalho gradualmente para me acostumar com o retorno. No começo, eu ficava muito cansada e essa foi uma boa maneira de voltar ao trabalho”.
Fiona

“Eu me aposentei do meu trabalho de motorista de ambulâncias e agora trabalho como voluntário em um serviço de apoio ao câncer que o meu amigo fundou. Oferecemos tratamentos paliativos para pacientes com câncer para dar a eles uma sensação de bem-estar”.
Hazel

Voltando à vida

“Com o tempo, percebi que as pessoas não podiam ver que eu estava usando uma bolsa e que eu conseguia fazer todas as coisas que fazia antes da cirurgia. Não há hobby ou atividade que eu praticava antes que eu não possa praticar agora”.
Fiona

“No começo, foi muito difícil. Mas, com ajuda de meu marido e amigos, eu consegui contornar. Agora, posso trocar minha bolsa eu mesma e fazer todas as coisas normais que fazia antes de minha operação. Às vezes, até me esqueço de que tenho uma bolsa”.
Rosemarie

“A principal coisa a fazer é voltar a fazer as coisas que você fazia antes de sua cirurgia. Mantenha contato com o enfermeiro responsável pelos cuidados de seu estoma. Eu sei que eles são ocupados mas se você estiver se sentindo deprimido eles tentarão ajudá-lo. Pense nas coisas importantes de sua vida e concentre-se nelas. Participe de grupos de apoio ou assine revistas. Um estoma não precisa dificultar sua vida, embora você sinta dificuldades às vezes, mesmo depois de um ano”.
Samaira

Fechar
Visualizar Versão para Desktop