Conquistas e desafios

21/09 é o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Leia mais

A pessoa com deficiência acorda e adormece superando inúmeros desafios. Precisa atravessar os 95,3% de calçadas brasileiras que ainda não são acessíveis, esperar um dos ônibus adaptados espalhados por apenas 10% dos municípios e apostar no cumprimento da lei de cotas pelas empresas para conquistar uma assinatura na carteira.

Esses dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, que ressalta ainda que o nosso país abriga 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência física. 

Para conscientizar o mundo sobre as necessidades dessa parcela da população muitas vezes “invisível”, no dia 21 de setembro é celebrado o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. A data foi criada oficialmente no dia 14 de julho de 2005, por meio do decreto de lei nº 11.133.

Desde então, o governo passou a olhar com mais atenção para a pessoa com deficiência, elaborando projetos que pudessem oferecer a ela mais respeito e qualidade de vida. Os destaques são a Lei Brasileira de Inclusão (LBI), que estabelece os direitos da pessoa com deficiência, e o Memorial da Inclusão, localizado em São Paulo.

No esporte, a pessoa com deficiência ganhou visibilidade por meio da Paralimpíada, que teve início em 1960, em Roma. Na edição do Rio de Janeiro, realizada em 2016, o Brasil enviou sua maior delegação: 287 atletas, sendo 185 homens e 102 mulheres. Foram conquistadas 72 medalhas, um recorde para o Brasil.

 

Pessoa com deficiência e os cuidados com a saúde

Outra bandeira levantada pelo Dia Internacional da Luta da Pessoa com Deficiência é a da saúde. As pessoas com deficiência precisam de um acesso adequado aos mais variados serviços de saúde, sendo um deles destinado aos brasileiros que apresentam algum tipo de lesão medular.

Decorrente da lesão medular, a comunicação entre o cérebro e o sistema urinário é comprometida, a bexiga deixa de ser esvaziada corretamente. Este quadro faz com que seja necessária a realização do cateterismo intermitente limpo algumas vezes ao dia, procedimento que consiste em introduzir um cateter na uretra para eliminar toda a urina presente na bexiga.

Muitas pessoas recorrem ao cateter convencional, que a cada uso precisa ser  lubrificado com gel. Entretanto, este tipo de material aumenta os riscos de infecção urinária, traumas na uretra, e hematúria (sangue na urina).

Pensando em melhorar a rotina do público que necessita realizar o cateterismo intermitente limpo para ter mais independência e qualidade de vida, a Coloplast desenvolveu o cateter com revestimento hidrofílico que já vem lubrificado e pronto para uso: SpeediCath.

Este material descartável foi desenvolvido para que as mãos do usuário não tenham contato direto com a parte lubrificada que é introduzida na uretra, além de possuir lubrificação homogênea devido ao seu revestimento hidrofílico, características que resultam em redução dos riscos de infecção e complicações decorrentes do cateterismo vesical intermitente.

Fechar

Mais informações

suportePrecisa de ajuda?

Fale conosco! Aqui estão nossos contatos: ativa@coloplast.com | 0800 285 8687

amostra gratisConheça nossos produtos

Veja nossa linha para continência. Você poderá pedir uma amostra grátis para conhecer. CLIQUE AQUI.

compre onlineCompre no site

Acesse nossa loja oficial e compre seus produtos com rapidez e conveniência. CLIQUE AQUI.

Redes Sociais

Facebook       instagram icon
Este site inclui diretrizes gerais. Siga sempre as instruções de seu médico.
Visualizar Versão para Desktop