Introdução

É natural ter muitas dúvidas antes da cirurgia de estoma. Nesta seção, você pode começar a obter algumas respostas. Você encontrará informações sobre os diferentes tipos de estomas, os tipos de produtos que você usará e outros tópicos relacionados.

 


Informações sobre a condição

O que é um estoma? O que é um estoma? Entender exatamente o que é um estoma e como ele é criado é o primeiro passo importante para aprender a lidar com a forma como essa situação pode afetar a sua vida diária. Entendendo o que é um estoma
Fechar

O que é um estoma?

Um estoma é o resultado de uma operação que serve para remover uma doença e aliviar sintomas. É uma abertura artificial que permite que fezes ou urina sejam expelidas do intestino delgado ou do trato urinário.

O estoma é criado a partir de uma extremidade do intestino, que é trazida para a superfície do abdômen para formar o estoma (abertura). 

Fechar
Como alguém que tem um estoma se sente e qual é a aparência do estoma? Como alguém que tem um estoma se sente e qual é a aparência do estoma? O estoma é geralmente úmido e rosa avermelhado e fica localizado um pouco para fora de seu abdômen . Aparência e sensibilidade
Fechar

Como alguém que tem um estoma se sente e qual é a aparência do estoma?

Após a cirurgia, o estoma pode estar bastante inchado inicialmente, mas diminuirá de tamanho ao longo do tempo - geralmente após seis a oito semanas.

Não há sensação nem dor

O estoma tem cor vermelha. Isso ocorre porque ele é uma membrana mucosa, como a membrana mucosa dentro de sua boca. Não dá para sentir o estoma, portanto, tocá-lo não é doloroso.  O estoma pode sangrar um pouco ao ser limpo, especialmente no início, mas isso é muito comum e deve parar de acontecer em pouco tempo.

Fechar
Entendendo seu sistema digestório e urinário Entendendo seu sistema digestório e urinário A colostomia e a ileostomia funcionam em seu sistema digestório, enquanto a urostomia funciona em seu sistema urinário. Uma boa maneira de entender como seu estoma funciona é ter um conhecimento básico sobre como alimentos e bebidas são digeridos por seu corpo. O sistema digestório e o sistema urinário
Fechar

Entendendo seu sistema digestório e urinário

O sistema digestório

O sistema digestórioO estômago
Quando você come, o alimento percorre um tubo longo e estreito chamado tubo de alimentação em seu estômago. Nele, os alimentos são agitados e quebrados em pedaços menores e os seus sucos digestivos os transformam em líquido.

O intestino delgado
A viagem continua conforme o conteúdo de seu estômago passa para o intestino delgado (íleo), onde termina a digestão. Seu corpo absorve os nutrientes de que necessita para energia, crescimento e construção de novas células e os canaliza para a corrente sanguínea.

O intestino grosso
Quando todos os nutrientes tiverem sido absorvidos, os resíduos passam para o intestino grosso (cólon), onde seu corpo absorve mais fluido para deixar os resíduos mais sólidos. Os músculos da parede do seu cólon, em seguida, empurram os resíduos para dentro de seu reto, de onde saem do seu corpo através do ânus, com a ajuda dos músculos do esfíncter, em forma de fezes.

 

O sistema urinário

O sistema urinárioA urina é produzida pelos rins e percorre dois tubos chamados ureteres até chegar na bexiga. A urina é produzida o tempo todo, mas fica armazenada na bexiga até você sentir que precisa urinar. A urina é expelida de seu corpo através da uretra.

Fechar
Há três tipos de estoma Há três tipos de estoma Existem três tipos de estoma, cada qual criado para um fim diferente. Continue lendo para descobrir onde eles se localizam normalmente e para que servem. Tipos de estoma
Fechar

Há três tipos de estoma

Os três tipos de estoma são: Colostomia, ileostomia e urostomia.

 

Colostomia

ColostomiaEm uma operação de colostomia, parte do seu cólon é trazido para a superfície de seu abdome para formar o estoma. A colostomia geralmente é criada no lado esquerdo de seu abdome. As fezes nessa parte do intestino são sólidas e, como um estoma não tem músculos para controlar a defecação, elas terão de ser coletadas por meio de uma bolsa para estoma.

Existem dois tipos diferentes de cirurgia de colostomia: Colostomia terminal e colostomia em alça.

Colostomia terminal
Se partes do intestino grosso (cólon) ou reto tiverem sido removidas, a porção remanescente do intestino grosso é trazida para a superfície do abdome para formar um estoma. Uma colostomia terminal pode ser temporária ou permanente. A solução temporária é relevante nos casos em que a parte doente do intestino foi retirada e a parte remanescente precisa repousar antes de as extremidades serem religadas. A solução permanente é escolhida em situações em que é muito arriscado ou não é possível religar as duas partes do intestino.

Colostomia em alça
Em uma colostomia em alça, seu intestino é levantado até acima do nível da pele e mantido no lugar com um suporte para estoma. É feito um corte na alça intestinal exposta e as extremidades são enroladas para baixo e costuradas sobre a pele. Assim, um estoma em alça na verdade consiste em dois estomas (estoma de barreira dupla) que são unidos. A colostomia em alça geralmente é uma medida temporária em situações agudas. Ela também pode ser realizada para proteger uma ligação cirúrgica do intestino.

Ileostomia

IleostomiaEm uma operação de ileostomia, uma parte do intestino delgado chamada íleo é trazida para a superfície do abdome para formar o estoma. Uma ileostomia normalmente é feita nos casos em que a parte final do intestino delgado está doente e geralmente é feita no lado direito de seu abdome.

As fezes nessa parte do intestino geralmente são líquidas e, como um estoma não tem músculos para controlar a defecação, elas terão de ser coletadas por meio de uma bolsa para estoma.

Existem dois tipos diferentes de cirurgia de ileostomia:

Ileostomia terminal
Uma ileostomia terminal é feita quando parte do seu intestino grosso (cólon) é removida (ou simplesmente precisa repousar) e a extremidade de seu intestino delgado é trazida para a superfície do abdome para formar um estoma. Uma ileostomia terminal pode ser temporária ou permanente.

A solução temporária é relevante nos casos em que a parte doente do intestino foi retirada e a parte remanescente precisa repousar antes de as extremidades serem religadas. A solução permanente é escolhida em situações em que é muito arriscado ou não é possível religar as duas partes do intestino.

Ileostomia em alça
Em uma ileostomia em alça, o intestino é levantado até acima do nível da pele e mantido no lugar com um suporte para estoma. É feito um corte na alça intestinal exposta e as extremidades são enroladas para baixo e costuradas sobre a pele. Assim, uma ileostomia em alça, na verdade, consiste em dois estomas que são unidos.

A ileostomia em alça geralmente é temporária e realizada para proteger uma ligação cirúrgica do intestino. Caso temporária, ela será fechada ou revertida em uma operação posterior.

Urostomia


UrostomiaSe a sua bexiga ou sistema urinário estiverem lesionados ou doentes, você não poderá urinar normalmente e precisará de um desvio urinário. Tal desvio chama-se urostomia, conduto ileal ou bexiga de Bricker.

Uma parte isolada do intestino é trazida para a superfície do lado direito do abdome e a outra extremidade é costurada. Os ureteres são separados da bexiga e religados com a seção isolada do intestino. Como essa seção do intestino é muito pequena para funcionar como um reservatório e como não existem músculos nem uma válvula para controlar a micção, você precisará usar uma bolsa de urostomia para coletar urina.

Fechar

Informações sobre estilo de vida

Você tem dúvidas sobre como seu estoma pode afetar a vida diária? Você tem dúvidas sobre como seu estoma pode afetar a vida diária? Levará tempo para você se adaptar à vida com um estoma. No entanto, não há nenhum motivo pelo qual ter um estoma possa impedi-lo de fazer a maioria das coisas que você já faz, de esportes à socialização. Vida diária com um estoma
Fechar

Você tem dúvidas sobre como seu estoma pode afetar a vida diária?

Após sua operação de estoma, você precisará de algum tempo para se recuperar. Isso é perfeitamente normal e o tempo necessário variará de pessoa para pessoa. Seu estoma mudará nas primeiras semanas após a cirurgia, tanto em termos de tamanho como de material expelido. Além disso, você poderá perder ou ganhar peso nessas semanas.

Começando a usar bolsas de estoma
Ter um estoma significa que você não tem controle sobre quando você defeca ou, no caso de uma urostomia, sobre quando você urina. Isso significa que você sempre precisará usar uma bolsa para coletar o material expelido por seu estoma.

Informações sobre como obter seus produtos para estoma e sobre como os custos são cobertos podem ser encontradas aqui.

Pele saudável
Para sua bolsa para estoma aderir corretamente, é muito importante manter a pele em torno de seu estoma saudável. Quando a bolsa está presa corretamente, não há risco de seu estoma produzir odor e há menos risco de irritação cutânea. Antes de sair do hospital, você será treinado sobre como escolher e manejar sua bolsa para estoma e sobre como cuidar de sua pele.

Como devo comer e beber?
Em geral, você pode comer e beber normalmente. Experimente ver como seu estoma reage a diferentes alimentos. Seu enfermeiro de cuidados de estoma, cirurgião ou médico o aconselharão caso você precisar adotar precauções especiais.

Em geral, o estoma não é um obstáculo para trabalhar, socializar, praticar esportes, viajar ou outras atividades de lazer. O seu estado geral de saúde - tanto físico quanto mental - desempenhará um papel importante na determinação de sua qualidade de vida conforme você evolui.

Converse sobre sua condição
Fale sobre sua condiçãoNada pode ajudar mais do que alguém que realmente entende o que você está passando. Você certamente não está sozinho - existem 1,9 milhões de pessoas com um estoma no mundo. Sua organização de pacientes local é uma das formas de conhecer colegas para obter dicas úteis, inspiração e apoio pessoal.

Fechar
Intimidade e gravidez com um estoma Intimidade e gravidez com um estoma Embora o estoma possa influenciar a maneira como você se sente com relação a seu corpo, ele não afetará necessariamente seu relacionamento com seu parceiro ou parceira nem uma possível gravidez. Continue lendo para obter conselhos simples e práticos sobre como viver com um estoma. Intimidade com um estoma
Fechar

Intimidade e gravidez com um estoma

Após a cirurgia de estoma, é natural ter preocupações sobre a aparência de seu corpo. Pode levar algum tempo para se acostumar com as mudanças físicas e você pode se sentir menos atraente como resultado da cirurgia. Embora possa ser um desafio, é importante aprender a aceitar o estoma como parte de quem você é.

Como fica a vida íntima?
A intimidade e um relacionamento amoroso normal podem ser retomados após a cirurgia de estoma. Como e quando depende da natureza da operação que você teve. No entanto, impotência e/ou desconforto podem ocorrer nos casos em que o reto ou a bexiga foram removidos (mulheres também podem ser afetadas por isso).

É importante conversar com seu parceiro e tentar não se sentir constrangido por causa da operação. Também é importante conversar com o seu enfermeiro de cuidados de estoma, que está acostumado a discutir os problemas que você está enfrentando e poderá ajudá-lo de muitas maneiras. Há também várias dicas e truques úteis para superar os obstáculos do cotidiano. Por exemplo, adaptar roupas íntimas de renda para usá-las como um tubo em torno de seu corpo cobrindo a bolsa, ou usar microbolsas para situações íntimas.

Posso ter filhos?
Estoma e gravidezSim, pode. Ter um estoma não impede uma mulher de ter uma gestação completa e um parto normal. Conforme a barriga cresce, o estoma, normalmente, acompanha a mudança da forma do abdome. Nos estágios mais avançados da gravidez, pode ser necessário usar um espelho durante a troca de sua bolsa. No geral, o parto ocorre normalmente.

Fale sobre essa questão
De fato, nada é mais útil do que falar com alguém que realmente entende o que você está passando. A organização local de pacientes é uma das formas de conhecer colegas para obter dicas úteis, inspiração e apoio pessoal.

Fechar
Por que eu preciso usar uma bolsa de estomia? Por que eu preciso usar uma bolsa de estomia? A bolsa de estomia é necessária para coletar de forma segura e conveniente o material expelido por seu estoma. A quantidade de vezes que você precisa drenar ou trocar sua bolsa depende de você ter uma colostomia, uma ileostomia ou uma urostomia. Informações práticas sobre o uso de uma bolsa para estomia
Fechar

Por que eu preciso usar uma bolsa para estomia?

Não importa seu tipo de ostomia, todo o material expelido por seu estoma deve ser coletado de forma segura e conveniente. É aí que entra sua bolsa de estomia. Sua bolsa é projetada para grudar na pele de seu abdome em torno de seu estoma e coletar o material expelido.

Segura e discreta

O tipo de bolsa de estomia que você selecionar dependerá de você ter uma colostomia, uma ileostomia ou uma urostomia. Seu enfermeiro especializado em estomaterapia mostrará qual é a bolsa correta para você, mas a grande maioria das bolsas são seguras e discretas. Ninguém vai saber que você está usando uma, a menos que você decida contar.

Embora possa ser difícil no início aceitar o fato de que você terá que usar uma bolsa de ostomia em seu abdome, em breve você começará a perceber que é possível viver da mesma forma que você vivia antes.

Trocando sua bolsa

O número de vezes que você precisa trocar ou esvaziar sua bolsa depende do tipo de estoma você tem:

  • Colostomia: A bolsa precisa ser trocada entre uma e três vezes por dia, dependendo da quantidade de material expelido.
  • Ileostomia: A bolsa precisa ser drenada várias vezes por dia.
  • Urostomia: A bolsa precisa ser drenada várias vezes por dia. À noite, a bolsa de urostomia ou uma versão menor tipo "microbolsa" podem ser anexadas a uma bolsa noturna, assim, você não precisa se levantar para drenar sua bolsa.

Para mais informações sobre  como manejar sua bolsa específica, veja as instruções animadas para seu tipo específico de ostomia e sistema de bolsa.

Fechar
Como colocar sua bolsa para estomia Como colocar sua bolsa para estomia Conseguir colocar sua bolsa para estoma corretamente é um primeiro passo fundamental para aprender a cuidar do seu estoma. Como colocar uma bolsa para estoma corretamente
Fechar

Como colocar sua bolsa para estoma

Quando você tem um estoma, a urina e as fezes são expelidas diretamente na bolsa em seu abdome. Para evitar vazamentos, irritação cutânea ou constrangimento social, é muito importante que você aprenda a selar a bolsa para estomia de forma segura para a pele.

Um ajuste preciso é importante
O princípio orientador é que a parte adesiva do dispositivo deve ficar presa à área em torno do estoma e o orifício no adesivo deve se ajustar perfeitamente ao redor do estoma.

Seu enfermeiro especializado em estomaterapia o ajudará a escolher o melhor produto para você e lhe mostrará como colocar e remover a bolsa da forma correta. Pode ser que você também ache esses vídeos instrutivos úteis.

Fechar

Histórias de usuários

Histórias de usuários

A história de Mogens

“Logo após a cirurgia de estomia, eu estava um pouco chocado. Antes, eu só conhecia duas pessoas com estomia e ambas tinham morrido, então, pensei que eu morreria em breve também. Isso me fez pensar que eu deveria aproveitar a vida enquanto podia. Isso foi em 1997. Retornar às minhas atividades de lazer foi um pouco difícil no início, especialmente a natação, pois eu precisava andar pelo vestiário etc. Mas eu expliquei para as pessoas que eu tinha feito a cirurgia e agora ninguém, nem mesmo eu, lembra mais da bolsa. Mesmo quando estamos sentados na sauna e minha bolsa faz algum ruído – acabamos dando risada”.
Mogens

Leia mais histórias de usuários

A história de Henning

“Depois da minha cirurgia eu acordei na manhã seguinte e rapidamente descobri que eu tinha uma bolsa em minha barriga. Eu não diria que eu fiquei chocado, mas me senti um pouco estranho. Eu pensei: ‘Isso vai ficar aí?’ Quando eu descobri que a estomia seria para o resto da vida, parei de sentir pena de mim mesmo, pois sabia que tinha que viver com ela e aproveitar o máximo. Hoje, não tenho problemas em ter um estoma e falar sobre ele para quem quiser ouvir. Eu troco a bolsa no campo de golfe – mesmo ao lado da lata de lixo, se necessário”.
Henning

Leia mais histórias de usuários

Visualizar Versão para Desktop